segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Buscar as coisas do alto.

Resultado de imagem para buscai as coisas do alto

“BUSCAR AS COISAS DE DEUS NOS LEVA A VERDADEIRA REALIZAÇÃO”.
A  busca do essencial na vida do ser humano é seu grande desafio. Sempre estamos a procura de uma realização mais profunda, algo que nos preencha na profundidade de nosso ser. A proposta de Jesus Cristo é capaz de preencher o imenso vazio que a pessoa sente a partir da vivência do amor incondicional. Quando buscamos as coisas de Deus todas as outras se tornam secundárias. Aos poucos elas se tornam unicamente instrumentos para servimos ao objetivo principal de nossa vida. O mundo tem fome de Deus. Percebemos esta realidade pelo grande sofrimento que a humanidade passa. Há um infinito vazio no coração das  pessoas que só poderá ser preenchido com o amor infinito de Deus.



Resultado de imagem para buscai as coisas do alto


EVANGELHO (Mt 06, 24-34):
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. Por isso eu vos digo, não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com vosso corpo, com o que haverei de vestir. Afinal, a vida não vela mais do que o alimento, e o corpo mais do que a roupa? Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta. Vós não valeis mais que os pássaros? Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida só pelo fato de se preocupar com isso? E por que ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham nem fiam. Porém, eu vos digo, nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé? Portanto, não vos preocupeis, dizendo: O que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos nos vestir? Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isto. Pelo contrário, buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo. Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá suas preocupações! Para cada dia bastam seus próprios problemas”.


Resultado de imagem para buscai as coisas do alto


“Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo”.

O que buscamos neste momento? Esta pergunta poderá ser respondida corretamente se estivermos cultivando a presença de Deus porque no fundo de nosso coração desejamos algo que não se acabe. Um amor permanente. Uma real satisfação que nos traga paz e alegria. Jesus nos exige a busca do essencial que tem como consequência imediata a perda do desnecessário.
O materialismo que é a base do relativismo já provou seu fracasso. Vemos em nossa sociedade pessoas tristes porque não reconhecem o amor de Deus em suas vidas. Elas parecem que tem uma fome que não se sacia. Vivem como cadáveres ambulantes, mortas vivas se alimentando do que a grande mídia lhes impõe. Saberemos o que nos realiza de verdade através da graça do Espírito Santo que nos indica o caminho do despojamento de nós mesmos para concretizarmos em nossa vida a vontade de Deus. O caminho da oração é o caminho da verdadeira felicidade.
Quando descobrimos o que o Senhor nos pede e temos a coragem de fazer este pedido se tornar realidade em nossa vida somos mais que felizes. Percebemos o Eterno penetrando em nossa vida. A maior droga que existe hoje é a mentira que fazemos para nós mesmos seguindo as coisas que passam. Os bens transitórios não são capazes de nos fazer felizes.
Hoje fazer o contrário da moda significa optar pela verdadeira felicidade que a Palavra de Deus nos mostra. O homem é incapaz de viver e alcançar a felicidade porque está preso em si mesmo nas coisas que se terminam rapidamente.
Buscar o reino de Deus é buscar o sofrimento da renúncia ao nosso plano particular para aceitarmos o plano de Deus. Quantas pessoas sofrem a dor da perda de suas identidades. Jesus já nos disse há muito tempo o que nos traria a paz e ainda ficamos pesquisando sobre o homem e suas relações. Perdemos tempo com desculpas esfarrapadas que nunca irão mostrar a verdade sobre o ser humano e suas relações. É muito fácil seguir o que as falsas filosofias e religiões hoje pregam. Elas servem como um pequeno curativo para feridas que são profundas. Por que a maioria das pessoas foge das verdades pregadas pela Igreja? Porque preferem viver a seu bel prazer. Preferem a falsa segurança dos bens materiais que são como uma palha que logo já não existirá mais. Neste mundo a prosperidade se torna relativa em função da missão que temos de anunciar e viver o reino de Deus.
No mundo são gastos milhões em armamentos de destruição enquanto milhares de pessoas morrem em consequência da fome, da doença e da miséria. Muitas pesquisas científicas não servem para facilitar a vida do ser humano, pelo contrário, levam-no a morte e destruição.
Só o amor que Jesus nos ensinou poderá mudar o mundo para uma sociedade fraterna e solidária. A partir deste momento teremos espaço para mais seres humanos e uma melhor qualidade de vida para as gerações futuras.

Resultado de imagem para buscai as coisas do alto

“Dá-nos força Senhor para buscarmos sempre as coisas do alto”



domingo, 12 de fevereiro de 2017

O cristão rema sempre contra a correnteza do mundo


Resultado de imagem para jesus ensinando 

“OS CRISTÃOS SÃO ESPECIALISTAS NA LUTA PELA PERFEIÇÃO NO AMOR”.

A mensagem de Jesus é sempre mais exigente do que nossa lei natural. Ele quer que nossas atitudes sejam revolucionárias na concretização do bem no meio do mal. Sempre é um passo adiante do que nos parece ser justo. O mundo será transformado quando os cristãos forem transformados pela realidade ativa do amor de Deus presente na história. O que fazer perante tantos sinais de morte? Como iremos responder as carências do mundo. Quando nos voltamos para o essencial outras pessoas se associam a nós. Há muitas pessoas desejando fazer o bem. O que nos falta é uma sadia pedagogia que as leve a uma escolha mais profunda.

Resultado de imagem para jesus ensinando 

EVANGELHO (Mt 05, 38-48):

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Vós ouvistes o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente!’ Eu, porém, vos digo: não enfrenteis quem é malvado! Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita, oferece-lhe também a esquerda! Se alguém quiser abrir um processo para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto! Se alguém te forçar a andar um quilômetro, caminha dois com ele! Dá aquém  te pedir e não vire as costas a quem te pede emprestado. Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ Eu, porém vos digo: amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que estás nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons e faz cair a chuva sobre justos e injustos. Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? E se saudais somente os vossos irmãos o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? Portanto, sede perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito”.

Resultado de imagem para jesus ensinando

“Portanto, sede perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito”.

O que significa ser perfeito? Muitas vezes nos cobramos e somos cobrados durante a nossa vida. Às vezes esta cobrança pode nos trazer traumas que nos prejudicam até mesmo em nossos relacionamentos. Jesus nos pede uma perfeição semelhante ao Criador de todas as coisas. Na realidade estamos em um processo de aperfeiçoamento. Estamos sempre numa tentativa de buscar a estabilidade dentro da instabilidade da vida. Ser perfeito é buscar as coisas do alto. Estar vendo as coisas materiais não como definitivas, mas como instrumentos de fazermos o bem.
Somos convidados a dar um passo a mais. Especialmente na prática da caridade para com o próximo. Deus é amor e quem está com ele vive o amor. Deus foi capaz de dar tudo por nós. O que somos capazes de dar para ele? Estamos sobre a influência de duas correntes. Uma que nos chama ao amor e a outra que nos chama ao egoísmo. O que vamos fazer? Lutar contra a grande mídia que no fundo tem uma filosofia fraticídia. Cada um deve cuidar de si mesmo sem se importar com a vida do próximo.
Jesus nos pede para não enfrentarmos os malvados. Devemos ensinar eles pelo nosso testemunho que a vida tem outro sentido. Vemos isto por vários exemplos que os santos da Igreja nos deixaram. Muitos deles converteram seus próprios algozes em cristãos comprometidos.
O cristianismo sempre será um sinal de contradição no mundo. Amar os inimigos não é uma tarefa fácil. Muitas vezes temos a sensação de sermos derrotados. Mas quando isto acontece nosso coração se enche da verdadeira alegria que consiste em sentirmos paz em nosso coração. Optamos pelo lado mais difícil mãos ao mesmo tempo experimentamos algo novo dentro de nosso coração.
A sociedade só irá mudar a partir do comprometimento dos cristãos que devem sempre escolher o bem e evitar o mal em suas vidas.

Resultado de imagem para jesus ensinando 

“Senhor Jesus, nos ajude sempre a optar pelo lado mais difícil de nossa vida para sermos mais felizes com nossos irmãos.”




segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Jesus aperfeiçoa a Lei de Moisés

Resultado de imagem para bondade de jesus



“OS CRISTÃOS SEGUEM UM NOVO ESTILO DE VIDA BASEADO NO AMOR E NA SOLIDARIEDADE”

O seguimento de Jesus sempre será um grande desafio. Podemos perceber que existem duas filosofias ou formas de vida na sociedade: os que vivem em função de si mesmos e os que acreditam na proposta solidária de Jesus. Ter fé é superar-se a si mesmo para concretizar na vida a proposta de Jesus. O evangelho deste domingo é um desafio maior. É um passo mais adiante do que o normal. O cristão não é um mero espectador de produtos propostos pela mídia. Ele deve construir um mundo diferente. Dar testemunho da alegria da presença de Jesus Cristo vivo no meio de nós.

Resultado de imagem para bondade de jesus


EVANGELHO (Mt 05, 20-22.27-28.33-34.37):
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da lei e dos fariseus, vós não entrareis no reino dos céus. Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. Eu, porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réu em juízo; quem disser ao seu irmão ‘patife!’ será condenado pelo tribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo do inferno. Ouviste o que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Eu, porém, vos digo: todo aquele que olhar para uma mulher com o desejo de possuí-la já cometeu adultério com ela em seu coração. Vós ouvistes também o que foi dito aos antigos: ‘Não jurarás falso’, mas ‘cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor’. Eu, porém vos digo, não jureis de modo algum: nem pelo céu, porque é trono de Deus. Seja o vosso ‘sim’ ‘sim’ e o vosso ‘não’ ‘não’. Tudo o que for além vem do maligno”.

Resultado de imagem para bondade de jesus

“Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da lei e dos fariseus, vós não entrareis no reino dos céus”.

A novidade que Jesus nos apresenta supera o que se tentava viver na lei de Moisés. É algo mais profundo e exigente. Talvez por isto que a sociedade tenha dificuldade para entender a Igreja que nos traduz a Palavra de Deus para os nossos tempos. Por que somente a Igreja é perseguida pela mídia? Quando nos aprofundamos no que Jesus nos propõe deixamos de ser consumistas de coisas inúteis. Podemos dizer que saímos dos trilhos do que a sociedade nos propõe e começamos a perceber o que é útil e o que é inútil para nossas vidas.
Jesus fez o máximo para nós. Ele é o Verbo de Deus e sofreu uma morte horrível para que nós pudéssemos ter vida. Quando começamos a meditar esta realidade as coisas do mundo passam a ser relativas e queremos concretizar em nossa vida os valores que o Senhor nos apresenta. Jesus foi radical consigo mesmo em seu plano de amor. Da mesma forma devemos ser radicais com o anúncio do Reino. Não podemos ter medo, pois logo não estaremos mais neste mundo.
No evangelho Jesus nos fala que ele não veio abolir o que já tinha sido revelado aos antigos, mas veio trazer uma maior perfeição em sua interpretação. A partir deste momento iremos viver o amor exigente. A nossa opção não pode ser misturada com outros pensamentos. Os cristãos de verdade não aceitam as coisas fáceis que o mundo apresenta. Na realidade somos convidados a viver o martírio. Um testemunho que muitas vezes nos levará a marginalidade da sociedade. Estamos no mundo, mas não somos do mundo.
Jesus exige que nossa palavra seja autêntica e que nós sejamos amantes da verdade. A pessoa verdadeira reluz em meio a este mundo marcado pela mentira das satisfações momentâneas. Na realidade estamos em uma batalha em favor do bem contra o mal. Este mal que está no mundo muitas vezes aparenta um bem por esta razão devemos recorrer constantemente ao Divino Espírito Santo para que nos ajude a superar tudo o que é passageiro e buscar as coisas de Deus que não irão passar jamais.

Resultado de imagem para bondade de jesus

“Senhor Jesus, precisamos de sua ajuda para superarmos o nosso egoísmo e praticarmos o bem em nossa vida.”




domingo, 29 de janeiro de 2017

Cristão, sal e luz do mundo.

Imagem relacionada


“O TESTEMUNHO DOS CRISTÃOS É FONTE DE TRANSFORMAÇÃO DA REALIDADE”.

O grande desenvolvimento do mundo moderno, os avanços tecnológicos em todas as áreas, nos interroga profundamente sobre a nossa missão de cristãos dentro do mundo. Qual é a finalidade de nosso batismo? O que poderemos fazer para que o mundo seja melhor? Neste V Domingo do Tempo Comum, Jesus nos apresenta uma grande lição: o cristão vale mais pelo seu ser do que pelo seu fazer. Nós marcamos a história pelo nosso jeito, pela bondade dentro da maldade. Ser sal e luz é transformar a realidade de um estágio de egoísmo para um estágio de altruísmo. Devemos transbordar de alegria da paz que sentimos em nosso coração por nossa amizade com Jesus que supera nossas limitações e nossa dor.


Resultado de imagem para cristão, sol e luz do mundo

EVANGELHO (Mt 05, 13-16):

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte. Ninguém acende uma lâmpada, e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim, num candeeiro, onde brilha para todos que estão na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso pai que está nos céus”.

Resultado de imagem para cristão, sol e luz do mundo

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso pai que está nos céus”.

A missão do que adere ao plano de Jesus é dar testemunho de sua fé. Este testemunho é uma luz no meio das trevas. É um sal que modifica profundamente o sabor dos valores que o homem busca. É uma mudança radical de vida que nasce desde dentro da pessoa. Testemunhamos o que brota do fundo de nosso coração. Se formos bons de coração esta bondade sai de nós mesmos e nosso sorriso em meios as angústias que passamos passa a ser fonte de transformação.
O mundo necessita de santos. De pessoas que tenham um ideal forte. Uma fé viva que transforme a realidade. Buscar a santidade não é algo impossível, mas sim o dever de cada cristão que percebe o imenso valor de sua consagração batismal. Nunca podemos desanimar por causa de nossas fraquezas e limitações.
O brilhar diante dos homens se refere à força testemunhal dos cristãos que buscam algo diferente para as suas vidas. Não é algo revestido de orgulho ou vaidade. Para vivermos a nossa fé, precisamos ser humildes, realistas conosco mesmos. A fé é a verdadeira aceitação do plano de Deus em nossa vida. Se não formos verdadeiros não aceitaremos plenamente o que Ele nos pede.
Não existe nada mais básico na natureza do que o sal e a luz. Precisamos da luz e do sal para nossa sobrevivência. O cristão que vive a realidade do evangelho, ou seja,     se
deixa transformar pela palavra, se tornará um sinal visível, um referencial para os que estão perdidos. Hoje infelizmente são muitos que estão “anestesiados” pela grande mídia que dita regras de como se viver e o que consumir. Estamos dentro da ditadura do relativismo. Chegou o momento de mostrarmos ao mundo qual é o sentido mais profundo de nossa existência. Não estamos aqui como uma mera coincidência. Deus nos ama e é para Ele que vamos após esta vida. Cada dia que passa estamos mais felizes porque estamos mais perto da felicidade eterna.
A luz existe por causa das trevas.  Ela irá aparecer mais dentro da obscuridade. A nossa sociedade está se tornando desumanizada. Não há mais lugar para o verdadeiro amor altruísta proposto por Jesus. Falta o tempero da verdadeira alegria de nos considerarmos filhos muito amados de Deus. Iluminar as trevas é levar a luz do amor de Deus ao mundo obscurecido pelo pecado.
O cristão é chamado a transformar o local, o ambiente onde ele se encontra dando um objetivo mais profundo a sua vida e a de seus irmãos. As nossas obras devem ser motivo de louvor a Deus. Mesmo que a maioria faça o contrário, precisamos ser concretizadores da justiça. É nosso dever de cristãos crermos que o mundo pode ser melhor com nossa pequena parcela de bem que vamos realizando.


“Senhor Jesus, que sejamos sinal de seu amor no mundo.”





segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

As bem-aventuranças

Resultado de imagem para as bem aventuranças

“SOMOS BEM-AVENTURADOS NO MOMENTO EM QUE VENCEMOS NOSSO EGOÍSMO E NOS PREOCUPAMOS COM A EDIFICAÇÃO DE NOSSOS IRMÃOS”.



Estamos dentro de uma realidade marcada pelo individualismo. A proposta de Jesus Cristo é um verdadeiro antídoto ao fechamento em nós mesmos. Ele nos apresenta o belíssimo ensinamento das bem-aventuranças. Nelas encontramos um resumo do bem que iremos receber se formos contra nós mesmos e tentarmos concretizar a doutrina do Reino dentro de nossa realidade. A princípio os cristãos serão sempre perdedores. Quem faz o bem não é bem visto inicialmente pela sociedade. A recompensa virá depois quando encerrarmos a nossa vida mortal e formos para a eternidade. A visão do eterno não pode ser afastada de nossas vistas porque o materialismo é extremamente perigoso. Ele pode fechar o nosso coração ao essencial e fazermos caminhar longe de Deus.

Resultado de imagem para as bem aventuranças

EVANGELHO (Mt 05, 01-12):

Naquele tempo, vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los: “bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos céus. bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”.

Resultado de imagem para as bem aventuranças

“Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus”.

Quando lemos e refletimos sobre esta passagem bastante conhecida do Evangelho, podemos colocar os nossos olhos mais no futuro do que no presente. Na realidade a doutrina das bem-aventuranças é uma aplicação no momento presente de nossa vida em vista de uma realização futura. Aqueles que praticarem o bem e a justiça darão início a um processo de realização e felicidade que terá seu coroamento na eternidade.
A idéia que a sociedade nos passa é totalmente contrária ao que Cristo nos apresenta. Se invertermos as bem-aventuranças vamos perceber qual é a idéia de felicidade que o mundo apresenta. A base da dominação ideológica que enfrentamos hoje é o imediatismo. Uma casca frágil que conduz o homem à sua própria ruína. Jesus exige de nós que ultrapassemos esta casca e irmos ao encontro do essencial.
Através da oração estaremos atentos ao que Deus planejou para nós. Poderemos vencer as dificuldades que surgem em nossa vida e nos mantermos perseverantes na Fé. O surgimento de tantas seitas que falam de Cristo, a maioria delas com uma interpretação equivocada de sua doutrina, é um sinal de que queremos respostas imediatas e que não entendemos o sentido da construção do reino de Deus. Para seguirmos a Cristo precisamos viver um processo lento e progressivo de conversão ao amor. Receber o amor de Deus e saber distribuí-lo aos mais empobrecidos por esta realidade egoísta.
O sofrimento faz parte de nossa vida e deve ser visto de uma forma diferente dentro de um plano maior de Deus que se serve de nossas limitações para nos ensinar quem somos. Quando oferecido a Deus pode se tornar um instrumento de salvação para nós e para nossos irmãos.
A alegria oferecida por Jesus não é fruto do egoísmo. Vem de um projeto de vida que se reparte na comunidade. Através da vivência do espírito comunitário poderemos vencer as más-aventuranças que nos são oferecidas pela mágica do marketing que tem o poder de nos apresentar o mal como bem e o bem como mal.

Resultado de imagem para as bem aventuranças

“Senhor Jesus fazei que possamos nos abrir cada vez mais ao seu plano de amor”.